Halloween festa cultural ou diabólica?

Todo ano acontece a mesma coisa: crianças fantasiadas saem pela vizinhança batendo de porta em porta e dando duas opções: ou recebem gostosuras (doces) ou farão travessuras. Trata-se do Halloween. A data é celebrada em 31 de outubro e é muito forte na cultura norte-americana – que tem exportado a “brincadeira” para muitos lugares. Por lá, a tradição chegou em meados do século 19, levada pelos imigrantes ingleses.
A festa teve origem entre o povo Celta e estima-se que tenha mais de 2,5 mil anos. Os celtas acreditavam que espíritos saiam dos cemitérios para se apossar dos vivos. Para espantar esses espíritos, eles colocavam em suas casas caveiras, ossos decorados, abóboras e outras coisas assustadoras.
Decoração macabra
Atualmente outros símbolos também são usados nas decorações de Halloween, mas sempre seguindo a mesma relação com a origem da festa, que é a morte.
Nos Estados Unidos, algumas famílias costumam colocar bonecos que representam pessoas mortas em seus jardins e cercas (imagem acima). Porém, este mês, em Chillicothe, no estado de Ohio, o cenário fictício de horror tornou-se real, mas, por causa das comemorações, ninguém percebeu que o corpo de uma mulher em uma cerca era de verdade.
 Rebecca Cade, de 31 anos, foi assassinada pelo namorado, Donnie Cochenour Jr., de 27. O corpo dela ficou por 24 horas pendurado no local, e foi um cachorro que passeava com o dono que percebeu que era mesmo um cadáver. O corpo de Rebecca tinha marcas de espancamento e indícios de mutilação, e estava tão desfigurado que os moradores da região afirmaram que não dava para distinguir se era um homem ou uma mulher.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

LINGUAGEM CIBERNÉTICA VOCE SABE O QUE É ISSO?

TIPOLOGIA BÍBLICA

Pastor afirma que morreu, foi ao céu e falou com Jesus.